terça-feira, 2 de novembro de 2010

Cultura Nipônica - Origem do Judô

Origem do Judô

Caminho Suave

O homem praticava lutas individuais há vários séculos, apenas para a sobrevivência. Entre as principais formas de ataque e defesa dos japoneses, por volta do ano de 1600, estava o jiu-jitsu. Os samurais, guerreiros japoneses, eram considerados excelentes lutadores, pois o treinamento de jiu-jitsu fazia parte do seu treinamento, ao lado do arco e flecha, luta com a lança, kendô, equitação, táticas de combate e etiqueta. Durante o período Tokugawa, foi de 1603 a 1868, a modalidade se tornou mais diversificada e especializada, surgindo-se academias que seguiam ensinamentos de seus fundadores.

Entretanto, no final do século XIX, com o término da era dos samurais, o jiu-jitsu começou a perder popularidade por causa de seus golpes considerados violentos.

Foi nessa época, que Jigoro Kano, aos 18 anos começou a praticar jiu-jitsu. Verificando, entretanto, que o jiu-jitsu tinha como objetivo apenas a vitória, Kano resolveu criar uma luta que não fosse violento, e ainda pudesse ser eficaz na formação do indivíduo. Assim, ele criou o judô baseado nos melhores golpes do jiu-jitsu.

Fundando a academia Kodokan em 1882, em Tókyo, ele deu início ao que o mundo inteiro conheceu como a arte do judô. Às técnicas de ataque e defesa, o professor Kano acrescentou o condicionamento físico, o treinamento intelectual e os valores morais..

Assim o “Ju” significa gentileza, e suavidade, com que pretende utilizar a força do oponente sem agir contra ela. O “Do” significa caminho. No final de 1886, o judô foi oficialmente aceito pelo governo japonês, e em 1889, o professor Kano iniciou uma série de palestras e apresentações nos Estados Unidos e na Europa, sendo que já na década de 30, o judô era conhecido por praticamente todas as nações.

Hoje o judô se encontra entre os esportes olímpicos com presença em quase todas as academias e clubes.

A HISTÓRIA DE JIGORO KANO

Jigoro Kano, fundador do judô, nasceu na cidade de Mikage, na província de Hyogo, em 28 de outubro de 1860.

Sua família tinha uma situação financeira estável, e seu avô tinha uma empresa de saquê na província de Shiga. Terceiro filho da família com três irmãos e duas irmãs, Jigoro era o que tinha a saúde mais frágil, chegando freqüentemente a apanhar de seus colegas mais maldosos. Então, para proteger-se, Jigoro Kano treinou jiu-jitsu, chegando a freqüentar academias de alguns famosos mestres da época.

Mas como seus ideais pacifistas, Kano nunca viu a arte marcial como um meio de impor superioridade. Para ele, o importante era proteger-se e encontrar um meio para que as pessoas pudessem viver em paz através da saudável prática esportiva.

Com 18 anos, Jigoro Kano ingressou na Universidade Imperial de Tokyo, e aos 21 anos, já formado e professor de literatura, era mestre em jiu-jitsu, no estilo Tenjin-shinyo. É dentro desse estilo que Kano começou a desenvolver o que seria o judô. Na prática, o sistema criado por Kano reunia as técnicas em três grandes grupos: “nage waza”- golpes de arremesso, “osaekomi” – imobilização, e “shime-waza” – estrangulamento. Essas técnicas foram divididas em golpes aplicáveis em pé (tachi waza) e deitados, chamados golpes de sacrifícios (sutemi waza).

Em 1882, reunindo nove de seus discípulos, Kano, então com 22 anos, fundou sua própria academia, dentro do templo de Eishoji. Isso não significou para Kano o seu rompimento com o jiu-jitsu e muito menos com a escola que o orientou. A transição do jiu-jitsu para o judô teria sido feito de maneira gradativa, e muitos apontam esse templo como o local onde foi criado o judô. Mais tarde chamado de Kondokan, a academia de Kano seria transferido seguidas vezes, sempre para um local maior, devido ao crescimento do número de alunos.

Vários de seus alunos se destacaram, levando o conhecimento do judô para o mundo inteiro. Por exemplo, Yoshiaki Yamashita, que ficou conhecido por ensinar o judô ao presidente americano Theodore Roosevelt; e Tsunejiro Tomita, pai do autor do romance de judô “Sugata Sanshiro”.

Yoshiaki Yamashita

Em 1891, Jigoro Kano casa-se com Sumako Takezoe, filha de um embaixador japonês na Coréia. Tiveram seis filhas e três filhos, incluindo Risei, que se tornou o seu herdeiro no Kodokan, e um dos líderes da Federação Japonesa de Judô.



Jigoro Kano também se interessava por outras modalidades esportivas, tanto é que em 1911 ajudou a fundação da Associação Atlética Japonesa e foi o seu primeiro presidente, sendo o primeiro japonês a se tornar membro do Comitê Olímpico Internacional, trabalhando para a primeira participação do Japão numa olimpíada, a de Estocolmo, em 1912.

A Federação Internacional de Judô, idealizada por Kano em 1933 tornou-se realidade em 1952. porém, Jigoro Kano havia falecido em 1938, aos 78 anos, vítima de uma pneumonia.

Fonte: Cultura Japonesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário